Colin Trevorrow esclarece os vazamentos a respeito do enredo de 'Jurassic World'!

Foto: Colin Trevorrow no set de Jurassic World. (Slash Film)
Cerca de um mês atrás, todos os fãs de Jurassic Park foram surpreendidos com os rumores do novo filme Jurassic World, divulgados pelo site JoBlo. A informação era de que a sequência poderia trazer batalhas entre dinossauros domesticados e dinossauros geneticamente modificados. Muitos fãs [a maioria, na verdade] interpretaram da pior forma possível o texto, e acabaram se desanimando para o filme. Nós tentamos alertá-los de que nem tudo era o que parecia. E agora, finalmente, o diretor Colin Trevorrow esclareceu tudo em uma entrevista bastante franca ao site Slash Film, onde, para nossa alegria, sugeriu que estávamos certos em nossa teoria! Veja a entrevista, na íntegra [com spoilers]:

O que você sente que são os maiores equívocos sobre os rumores que vazaram a respeito da história de 'Jurassic World' em relação ao roteiro real? 
Essa é a coisa sobre vazamentos, às vezes eles são mal interpretados ou falsos. Eles são elementos reais da história que os cineastas esperam apresentar para o público em uma sala de cinema escura. Mas, infelizmente, em 2014, você leu sobre isso em um computador. Na semana passada, isso foi desanimador para todos em nossa equipe, não porque queremos esconder coisas dos fãs, mas porque estivemos trabalhando muito duro para criar algo cheio de surpresas. Quando eu era criança, você tinha que descobrir tudo de uma vez, e isso tomava conta de você e soprava em sua mente. Agora, só é preciso uma pessoa para estragar isso para todos os outros. Eu espero que a pessoa que tiver divulgado essas informações esteja de fato tentando sabotar o que estamos fazendo, porque se tentou ajudar, ela fez tudo errado.
Jurassic World
Foto: Bastidores de Jurassic World. (Slash Film)
Então os rumores são verdadeiros?
Sim. 'Jurassic World' acontece em um parque totalmente funcional na Ilha Nublar. Ele tem mais de 20 mil visitantes por dia. Dá para chegar de barco, pela Costa Rica. Ele tem elementos de uma reserva biológica, um safári, um zoológico, e um parque temático. Há um resort de luxo, com hotéis, restaurantes, vida noturna e um campo de golfe. E há dinossauros. De verdade. Você pode se aproximar deles como nunca imaginou. Essa é a realização do sonho de John Hammond, e eu acho que você vai querer ir para lá.


Foto: "Serviços Veterinários da Ilha Nublar - Jurassic World" (Colin Trevorrow/Twitter)

Quanto tempo se passou desde o terceiro filme e como é que o mundo que conhecíamos daqueles filmes mudou nesse tempo? 
Este filme está situado 22 anos após 'Jurassic Park'. Quando Derek [Connolly, o outro roteirista] e eu nos sentamos para escrever o roteiro do filme, nós olhamos para as duas últimas décadas e falamos sobre o que temos visto. Duas coisas vieram à tona. 
Uma delas era que o dinheiro tem sido a gasolina no motor dos nossos maiores erros. Se existe muito dinheiro para ser feito, ninguém pode resistir a não fazê-lo, mesmo sabendo que as coisas podem acabar horrivelmente. 
A outra foi que a nossa relação com a tecnologia tornou-se tão parte das nossas vidas diárias, que nós nos tornamos insensíveis aos milagres científicos que nos rodeiam. É preciso muito mais para nos impressionar. 
Sentimos que essas duas ideias poderiam trabalhar juntas. E se, apesar de desastres anteriores, eles construíssem uma nova reserva biológica onde você pode ver os dinossauros andarem na Terra... e as pessoas se acostumassem com isso? Imaginávamos um adolescente enviando uma mensagem de texto para sua namorada, enquanto atrás dele há um T-Rex atrás do vidro de proteção. Para nós, essa imagem capturou a forma de como grande parte do público se sente sobre os filmes. "Nós já vimos dinossauros em CGI. O que mais você tem?" No próximo ano, vocês vão ver a nossa resposta.



Foto: Bastidores de Jurassic World. (Slash Film)

Quais são as relações entre os personagens principais e os dinossauros? Existem dinossauros "bonzinhos" e dinossauros "maus" no filme? 
Não existe esse negócio de bons ou maus dinossauros. Existem predadores e presas. O T-Rex em 'Jurassic Park' matou vidas humanas, e também os salvou. Ninguém interpretou-o como bom ou mau. Esse filme é sobre a nossa relação com os animais, como nós reagimos à ameaça que eles representam ao nosso status de espécie dominante na Terra. Nós os caçamos, colocamo-nos em jaulas, admiramo-nos à distância e tentamos controlá-los. 
O personagem de Chris Pratt está fazendo pesquisas de comportamento nos Raptors. Eles não são treinados, não fazem truques. Ele só está tentando descobrir os limites do relacionamento entre essas criaturas extremamente inteligentes e os seres humanos. Se as pessoas não acham que há potencial para essas ideias, talvez eles não gostem desse filme. Mas eu peço para que nos deem uma chance.
Haverá dinossauros mestiços ou novas espécies criadas para o filme? 
Nós estávamos esperando que o público pudesse descobrir isso por conta própria, mas sim, haverá um novo dinossauro criado por geneticistas do parque. As lacunas em sua seqüência foram preenchidos com DNA de outras espécies, bem como o genoma no primeiro filme foi concluído com DNA de rã. Esta criação existe para cumprir com uma exigência da empresa, que quer dinossauros maiores, mais barulhentos, com mais dentes. E é isso que eles conseguem. 
Eu sei que a ideia de um dinossauro modificado colocou muitos fãs em alerta vermelho, e eu entendo isso. Mas nós não estamos fazendo nada que Crichton não tenha sugerido em seus romances. Este animal não é um mutante bizarro. Ele não tem a cabeça de uma serpente, ou tentáculos de polvo. Ele é um dinossauro, criado da mesma maneira dos outros, mas agora os geneticistas chegaram a um novo patamar. Para mim, é uma evolução natural da tecnologia introduzida no primeiro filme. Talvez pareça loucura, mas a maioria dos meus filmes favoritos parecem loucura quando você descreve-os em uma única frase.

Foto: Bastidores de Jurassic World. (Slash Film)
O que torna 'Jurassic World' diferente do que os três outros filmes 'Jurassic Park'? 

Isso é algo que você vai ter que me dizer depois de vê-lo. Estamos tentando contar uma nova história ousada que não depende de uma fórmula comprovada, pois aqueles filmes que nós assistimos uma, duas, dez, cem vezes, são aqueles que nos surpreenderam, que funcionavam quando não deveriam.
Eu compreendo os riscos de fazer algo diferente. Todos nós já ficamos decepcionados com novas versões de histórias que amamos. Mas com toda essa conversa de diretores 'destruindo a nossa infância', nós esquecemos que agora é a infância de outras pessoas. É a vez deles. E nós precisamos construir algo que funcione para eles como os filmes antigos funcionaram para nós. Pode não ser da mesma maneira que todos esperam, mas é a maneira que eu acredito que precisa ser. Honestamente, a ideia mais errada sobre este filme é de que existe uma grande sala de conferência no estúdio onde estas decisões cínicas sobre a história são tomadas. Não existe um comitê. A Universal nos deu as ferramentas para contar a história da maneira que queremos contar, na escala que queremos contá-la. Este filme será diferente dos outros? Pode apostar. E não vou colocar a culpa em ninguém se não der certo. A responsabilidade é minha.


E aí, gostaram? Não é querendo me gabar, mas... eu disse! [hahaha] Como o próprio Trevorrow disse, a maioria dos fãs interpretaram errado a notícia do JoBlo. O Colin mostra não só nessa, mas em outras entrevistas anteriores, que sabe o que está fazendo. Eu, sinceramente, duvido que ele vá estragar a franquia como alguns imaginam. Na verdade, eu acho que vai acontecer exatamente o contrário. Esse filme será melhor do que The Lost World e Jurassic Park III, e dará um novo gás para a franquia, trazendo elementos que deram certo no primeiro filme, de volta.

Na semana passada, nós fizemos um post dizendo que achávamos que o Carnotauro seria o novo dinossauro do filme. Parece que estávamos certos! A declaração do Colin destacada no texto, onde ele se refere aos livros de Crichton, é bem sugestiva. Deixem seus comentários! Jurassic World estreia nos cinemas em 12 de Junho de 2015.

Fonte: SlashFilm
Tradução: Mundo Jurássico BR/Adoro Cinema

Compartilhar no Google Plus

Sobre os autores


Victor Nunes é o fundador da rede Mundo Jurássico BR. Com 18 anos de idade, reside em Guarulhos/SP, cursa Engenharia de Produção pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e é fã de Jurassic Park desde seus 8 anos, além de curtir outras produções de cinema e televisão da cultura pop. | Facebook | Twitter

Bruno Fernando é editor do Mundo Jurássico BR desde junho de 2015. Apaixonado pelo clássico de Spielberg desde criança, conheceu o romance original de Michael Crichton na adolescência e hoje, com 18 anos, se considera um fã de cultura pop e futuro jornalista.
    Comentários do Disqus
    Comentários do Facebook

5 comentários :

  1. Não vejo nada demais nessa história, parece um roteiro mediano. Podemos esperar dinossauros modificados geneticamente e isso já tinha no primeiro filme ok. Só não concordo com o diretor em dizer que algo tão diferente(dinossauro) pode ser tornar comum aos visitantes frequentes. Parques temáticos como a Disney não tem dinossauros mas a Disney ainda encanta milhares de pessoas. O filme é um blockbuster, não exige roteiro excepcional e atuações significantes. Vou esperar pelos dinossauros, talvez as cenas nos surpreendam.

    ResponderExcluir
  2. olha eu não entendi. não gostei nem um pouco desse dinossauro modificado geneticamente a historia de um t-rex misturado com raptor não me sair da cabeça não gosto da ideia de um híbrido no filme e eu não estou fantasiando um mostro mutante sei que aparência é de um dinossauro normal pq se for olha existe híbrido no meio animal exemplo comum a mula o ligre e outros. só que eles poxa vida podia pega um dinossauro já extinto que ainda não apareceu nos filmes e muda de vez de ser o genoma de rã fosse de um outro animal para completar desse dino extinto se eu entendi mal e for assim até gostaria sim do filme mas até agora não to mais esperando como tava meses atrás. estou com medo desse filme não sei o que eu espero de uma continuação digna na minha opinião o t-rex como antagonista é melhor do que ficar colocando criatividades na historia o que falta e ação e suspense e supressas que o primeiro deve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De acordo com os livros, existiam sim dinossauros híbridos. Se lembra que no primeiro filme isso acontecia? Eles podiam se procriar por causa do DNA híbrido com o de anfíbios, o que fazia com que fêmeas pudessem mudar de sexo. Absolutamente compreensível... Acredito sim que o dinossauro híbrido seja um Carnotauro que aparece no segundo livro, era temido pelos raptores, passava a maior parte do tempo escondido e tinha capacidade de se camuflar. Esse papo "Demon Rex" híbrido é viagem lunática de adolescentes que invetam rumores falsos.

      Excluir
    2. bom eu espero que sejam mesmo tudo falso e que a real historia seja fiel aos anteriores. se realmente for um carnotauro to tranquilo. mas não ficarei nada satisfeito se ver um dinossauro criado por eles e que não existiu.

      Excluir
  3. A melhor parte é essa:

    [...]"Na semana passada, isso foi desanimador para todos em nossa equipe, não porque queremos esconder coisas dos fãs, mas porque estivemos trabalhando muito duro para criar algo cheio de surpresas. Quando eu era criança, você tinha que descobrir tudo de uma vez, e isso tomava conta de você e soprava em sua mente. Agora, só é preciso uma pessoa para estragar isso para todos os outros."[...]

    Foi o que eu falei em outro post desse blog. O excesso de spoilers vazados estragam a experiência de ter uma grande surpresa ao ver o filme.

    Isso retrata bem o meu sentimento. Assisti o primeiro Jurassic Park quando era moleque sabendo apenas que era uma aventura envolvendo humanos e dinossauros em um parque. Tive grandes surpresas e fiquei absurdamente vislumbrado com o espetáculo visual que foi o parque dos dinossauros.

    Quando ao novo Jurassic, deixaram vazar detalhes excessivos sobre o enredo de Jurassic World, além de imagens em excesso de sets, então vou assistir sem nenhuma surpresa e sem esperanças de me surpreender.

    É óbvio que nenhuma continuação causará o mesmo impacto que o primeiro filme principalmente pelo contexto cultural e tecnológico da época, afinal são outros tempos, naquela época a computação gráfica era novidade, mas hoje é comum e banal nos blockbusters.

    Jurassic Park causou uma revolução na tecnologia de efeitos especiais cinematográficos de proporções tão grandes que até hoje o filme continua impressionantemente bem feito, sendo uma referência para efeitos digitais e aplicação de animatrônicos hiper realistas.

    O segundo filme foi muito injustiçado. The Lost World Jurassic Park pode não ter sido uma boa CONTINUAÇÃO, mas como uma OBRA de cinema foi um filmaço de aventura e supera também a maioria dos filmes de ficção científica.

    O único filme da franquia realmente fraco foi o Jurassic Park 3 que foi feito literalmente feito as pressas, com roteiro entregue estourando o limite para filmagens, feito modificações de última hora no roteiro e filmagens prontas em poucos meses. Mas mesmo assim é um filme de aventura que diverte bastante.

    Não sei mais o que esperar, minhas expectativas desmoronaram com as últimas notícias. Mas isso não é ruim, pois quando colocamos expectativa demais o risco de se decepcionar por ficar abaixo do esperado é maior.

    Esse filme continua soando pra mim da seguinte maneira:

    - O título deixa óbvio que é uma revitalização da franquia.

    - O diretor foi inteligente em montar um roteiro que não reinicia a série diretamente.

    - Ele está reiniciando apenas o conceito da obra em uma continuação direta dos três filmes Jurassic Park, The Lost World e Jurassic Park 3.

    - O título dá a entender que a revitalização da franquia pode se tornar um spinoff. O diretor já disse ter interesse em faze continuações.

    Portanto só saberemos se o filme vai se comportar como um spin-off ou continuação quando for lançado.

    Exemplo:

    Caprica é um Spinoff de Battlestar Galactica. Todos os elementos da série Battlestar Galactica estão lá, mas é um spinoff.

    Então pra mim Jurassic World se assemelha muito a um spinoff que servirá para dar continuação a franquia. O conceito da franquia será reiniciado, afinal os erros do primeiro filme serão cometidos pela tal da Patel que comprou a ilha que era da Ingen. Aliás, está bastante claro que em Jurassic World os erros serão maiores. Agora o parque está aberto ao publico recebendo milhares de visitantes, realizando um sonho que era de Hammond mas com instalações muito mais ambiciosas.

    De qualquer maneira soa como um reinício, um recomeço. Personagens milionários e ambiciosos vão Recomeçar a má ideia de construir um parque temático com dinossauros vivos e reais... ehehehe


    É isso aí.

    Em uma tacada só o Diretor está fazendo INDIRETAMENTE um "REBOOT" do CONCEITO e o resultado é um spinoff da franquia Jurassic Park intitulado Jurassic World.

    ResponderExcluir