Entrevista com Mark Englert, o artista por trás do primeiro pôster oficial de 'Jurassic World'!

O nosso parceiro Jack Ewins, do JurassicWorld.org, teve a oportunidade de entrevistar, nesta semana, o artista Mark Englert, o responsável pela arte do primeiro pôster de Jurassic World, lançado na Comic-Con na semana passada. Englert respondeu a algumas perguntas sobre o seu trabalho no cartaz e como foi trabalhar com a Universal Pictures e com o próprio diretor do filme, Colin Trevorrow. Veja a entrevista completa, traduzida pelo Mundo Jurássico BR!



Jack: Como você entrou no mundo da arte?  
Mark: Pelo que lembro, eu comecei com uns rabiscos das Tartarugas Ninja em meus trabalhos escolares no ensino fundamental... A primeira vez em que eu realmente levei a arte a sério, foi quando eu comecei a desenhar o meu primeiro livro em quadrinhos. O quadrinista Erik Larsen publicou um roteiro com o personagem Mighty Man para sua HQ, Savage Dragon, para que o artista Gil Kane desenhasse. Eu comecei a desenhar as páginas daquele roteiro e publicá-las em um fórum online chamado Penciljack. Robert Kirkman viu as páginas e mostrou-as a Larsen, que, em seguida, entrou em contato comigo e se ofereceu para publicar essas páginas como uma série de histórias de especiais de Savage Dragon.  
Foi uma loucura como tudo deu certo. Eu tenho trabalhado constantemente desde então, seja em quadrinhos, brinquedos, artes conceituais ou como tenho feito mais recentemente, em cartazes/pôsteres.  
Jack: Quais são alguns dos projetos favoritos nos quais você trabalhou?  
Mark: Bem, os quadrinhos do Mighty Man são especiais. Savage Dragon tem sido os meus quadrinhos favoritos desde a primeira edição. Por isso foi uma honra ter contribuído para a série. 
Quanto aos pôsteres, quase todos os que eu fiz foram especiais para mim. Ter feito parte da série Breaking Bad de 1988 e conhecer Vince Gilligan foi fantástico. 
Jack: O seu trabalho se focou mais em torno de cartazes de cinema?
Mark: É focado em tudo o que me inspira. Eu cresci assistindo muito à TV e indo ao cinema semanalmente. Assim, a cultura pop é realmente a minha inspiração.  
Jack: Como você entrou no projeto Jurassic World? 
Mark: Alguém lá na Universal era um fã e me contatou.  
Jack: Você já trabalhou em algum outro filme da franquia Jurassic Park antes?  
Mark: Nope!  
Jack: Há quanto tempo você foi contactado?  
Mark: Há cerca de 2 meses... o que foi um prazo apertado, já que haviam muito mais partes do filme do que eu precisava para desenhar um cartaz. Muita gente teve de aprovar a ideia e a arte final. 
Jack: Como foi trabalhar com a Universal e com Colin Trevorrow?  
Mark: Foi incrivelmente fácil. Meu contato na Universal foi espetacular e me deu tudo o que eu precisava e fez tudo muito bem. Colin se mostrou extremamente disponível para mim. Houve um período de mais ou menos duas semanas em que nós trocávamos e-mails todos os dias.  
Colin foi muito corajoso em seguir a minha própria criatividade e fazer sugestões e ajustes quando necessário. Senti-me um pouco como um ator no set, realmente. 
Jack: Você deu a entender que a arte conceitual que você viu tinha um estilo menos 'familiar' do que você imaginava. Você pode explicar melhor?  
Mark: Bem, eu realmente não posso falar sobre o que eu vi. Eu não tive a intenção de sugerir que não era familiar, mais do que a ideia original que eu tive, que se encaixou perfeitamente no objetivo de um teaser-pôster: deixar os fãs animados. 
Como um fã, a minha ideia original não estava me deixando animado para um novo filme de Jurassic Park.  
Jack: Você detalhou o processo de concepção do pôster lá em seu blog. Você diria que levou a mesma quantidade de tempo em comparação com outros projetos?  
Mark: Assim que eu tenho a ideia na minha cabeça, eu posso a executar em cerca de duas semanas. Este demorou um pouco mais do que um projeto normal, já que houveram muitas idas e vindas com a ideia. 
Jack: Com base no que você já viu e ouviu sobre Jurassic World, como você acha que ele vai ser, comparado aos outros filmes?  
Mark: Eu estou animado já que este tem mais a sua própria história e não fica subordinado aos outros filmes, trazendo personagens deles para serem os protagonistas.
Jack: Você sabe se o antigo parque vai ter um papel importante nesse filme? 
Mark: Eu não sei. Eu coloquei o Ford Explorer no meu cartaz como uma referência ao primeiro filme, imaginando que teria sido um pedaço esquecido de metal na parte inferior do antigo cercado do T-Rex.
Jack: O que você pode dizer para os artistas que estão lutando para entrar nessa indústria? 
Mark: Para qualquer artista, não pode ser algo que você persegue, só na esperança de ganhar dinheiro, amigos ou respeito. Tem que ser algo que venha de dentro de você e que você faria qualquer coisa para alcançar, não importa como. 
Ser artista não é uma forma particularmente digna ou invejável para se viver. Você só pode sobreviver se é algo que você não pode deixar.  
Há também um elemento de sorte envolvido, mas você tem que estar preparado. O que quero dizer com isto é: toda a prática, a experiência e a força que você põe nisso antes você tenha uma chance e tenha uma porta, isso é o que vai permitir que você empurre a porta e a abra. Se você não estiver preparado quando a sua chance chegar, nada vai dar certo.  
Jack: No que você mais gostaria de trabalhar?
Mark: Se eu pudesse desenhar dinossauros todos o dias para ganhar a vida, eu adoraria fazer isso!

Esta foi mais uma ótima entrevista de Jack, que anteriormente já havia entrevistado o ator de Jurassic World, Ty Simpkins, e o supervisor de dinossauros do filme, Phil Tippett. Muito obrigado, Jack!

A má notícia é que nós ainda não podemos ter o cartaz (a não ser que você queira pagar R$ 200 ou mais em um). Ele ainda é raro, já que teve apenas algumas dezenas de unidades vendidas na Comic-Con na semana passada e mais algumas dezenas serão sorteadas em um show do artista, que acontecerá em breve. Ainda não há nenhuma data oficial para quando o pôster começará a ser vendido online.

Continuem ligados aqui no blog e nas nossas páginas no Facebook, no Twitter, e no nosso canal no YouTube. Siga também o Twitter de Mark Englert para saber mais sobre o trabalho dele!
Compartilhar no Google Plus

Sobre os autores


Victor Nunes é o fundador da rede Mundo Jurássico BR. Com 18 anos de idade, reside em Guarulhos/SP, cursa Engenharia de Produção pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e é fã de Jurassic Park desde seus 8 anos, além de curtir outras produções de cinema e televisão da cultura pop. | Facebook | Twitter

Bruno Fernando é editor do Mundo Jurássico BR desde junho de 2015. Apaixonado pelo clássico de Spielberg desde criança, conheceu o romance original de Michael Crichton na adolescência e hoje, com 18 anos, se considera um fã de cultura pop e futuro jornalista.
    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

0 comentários :

Postar um comentário