Visita ao set de "Jurassic World" revela detalhes, fotos, entrevistas, e velhos conhecidos!

Em julho do ano passado (2014), jornalistas de vários sites importantes como 'Aint it Cool', 'Slash Film' e 'Yahoo!' visitaram o set de filmagens de Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros, novo filme da franquia Jurassic Park que estreia no próximo dia 11 de junho. Os relatos da visita começaram a ser divulgados nesta terça (28), e eles revelam alguns pontos importantes do filme, entrevistas com o elenco e a equipe, descrições de cenários, e revelam que além de Henry Wu (B.D. Wong), um outro antigo personagem retornará no filme! Fique alerta para alguns spoilers durante estes relatos, vistos a seguir:

O passado e o futuro da franquia Jurassic Park estão lado a lado nos estúdios Louisiana que abrigam o set de Jurassic World. Na verdade, eles estão literalmente ligados por um corredor: Você vai do estúdio que abriga a sala de controle de alta tecnologia do parque de diversões Jurassic World  onde turistas vêm se embasbacar com os dinossauros geneticamente renascidos Na verdade, eles estão literalmente ligados por um corredor: Você vai do estúdio que abriga a sala de controle de alta tecnologia do parque de diversões Jurassic World — até o set que recria uma locação importante do blockbuster de 1993 dirigido por Steven Spielberg: o Centro de Visitantes original onde Alan Grant (Sam Neill) e sua família improvisada enfrentaram uma gangue de Velociraptors astutos antes de serem salvos pela chegada de um T. rex. O centro pode ser uma ruína coberta de mato agora, com ossos de dinossauro espalhados e a faixa "Quando os Dinossauros Dominavam a Terra" ainda deitada lá onde caiu há duas décadas. Mas vendo esta locação particular de Jurassic Park preservada em detalhes tão amorosos, todos os visitantes não puderam deixar de sentir um arrepio de excitação, assim como a sua aparição no novo filme que, sem dúvida, vai empolgar o público quando o Jurassic World abrir suas portas em 11 de junho.

A cena que ocorrerá no antigo Centro acontece em um momento do filme em que os garotos Zach (Nick Robinson) e Gray (Ty Simpkins) ficam perdidos no parque e vão parar na área restrita. E é lá mesmo nesse set que aconteceu o almoço dos jornalistas com o diretor de Jurassic World, Colin Trevorrow
Ele [Trevorrow] parece galvanizado em estar de pé em um lugar que é solo sagrado para os milhões de cinéfilos que visitaram o Jurassic Park tantas vezes no verão de 1993. E Trevorrow teria sido um deles; nascido em San Francisco em 1976, o cineasta era um adolescente quando Jurassic chegou aos cinemas. Agora, duas décadas depois, ele está pastoreando o renascimento da franquia após duas continuações decepcionantes em 1997, com O Mundo Perdido: Jurassic Park, e em 2001, com Jurassic Park III.

É uma tarefa que ele não tomou com ânimo pequeno quando ela foi inicialmente oferecida pelo próprio Spielberg. Em última análise, foi sua paixão por Jurassic Park que o fez querer ser o único a continuar o seu legado. "Eu senti que tinha a responsabilidade de fazê-lo," explica ele. "Principalmente para Steven, em agradecimento por tudo que ele fez por todos nós e pelo quanto seus filmes significaram para mim na minha infância. Mas também, se você é solicitado a fazer isso, é quase um insulto para todos os outros dizer que não. Nós todos amamos este privilégio — poder recriar um filme que significou tanto para nós."

Claro, Jurassic World não é uma mera recriação de Jurassic Park; é uma sequência direta do original, situada cerca de 20 anos depois dos eventos do filme de Spielberg. (De acordo com Trevorrow, as sequências anteriores não estão sendo riscadas pra fora da continuidade ou sequer postas de lado, uma vez que ambas se desenrolaram em uma ilha diferente.) Nesse tempo, um parque temático em funcionamento foi construído na Isla Nublar, supervisionado pela gerente de operações Claire Dearing (Bryce Dallas Howard) e empregando centenas de funcionários, incluindo o treinador de Velociraptors Owen Grady (Chris Pratt). E, claro, existem dinossauros. Montes e montes de dinossauros, todos cultivados em laboratórios através do mesmo processo que John Hammond (Richard Attenborough) desenvolveu e que o tão solícito Sr. DNA explicou no primeiro filme.

A Industrial Light & Magic fornece mais uma vez a magia digital que traz estas criaturas à vida, usando tanto o imaginário CGI tradicional e alguns animatrônicos, quanto, pela primeira vez na franquia, a captura de movimentos para dinossauros específicos. Por exemplo, cada Velociraptor do filme — Blue, Charlie, Delta e Echo vai ser representado por uma pessoa diferente para manter os movimentos consistentes durante as cenas.

O site ainda relata que a visita ao set ocorreu em um "escaldante dia 67º de 78 dias de filmagens quando parque ainda estava sem ser molestado por furiosos dinossauros, já que todo aquele caos foi filmado no início da produção." A visita ainda foi à arena onde Grady estuda seus Raptors, ao novo Centro de Visitantes com a estátua de Hammond, à sala de incubação onde os ovos de dinossauro são "fecundados" e incubados, à um Laboratório "secreto" do Dr. Wu, e à atração do Mosassauro vistas no trailer do filme. "O tamanho do Jurassic World faz os planos de Hammond para o Jurassic Park parecerem insignificantes em comparação", diz o site.

A arena dos Velociraptors é uma construção completa, bem detalhada, com várias entradas que levam a uma espécie de arena cercada por paredes, cheia de vegetação. No canto do cercado, há focinheiras com formas das cabeças dos raptors, sugerindo que provavelmente Owen poderá conduzir alguma experiência sem o risco de se machucar. 


Dois laboratórios foram vistos durante a visita: Um é aberto para os visitantes e mostra todo o processo de criação dos dinossauros. O outro, é o laboratório pessoal do Dr. Wu que se localiza atrás de uma porta secreta (Isso mesmo, um laboratório secreto!) e não parece ser tão atraente pela forma que os jornalistas descrevem: várias criaturas em formaldeído, grandes viveiros com cobras albinas de duas cabeças, ratos sem pelos, e provavelmente aquela medula espinhal que vimos no trailer está lá também. A hipótese levantada é que foi lá que o Dr. Wu criou a Indominus. Além disso, é revelado que Wu está fazendo experiências obscuras, sem o conhecimento dos outros cientistas.

Outras coisas legais são que todos os equipamentos de sequenciamento genético vistos nos laboratórios são reais. Além disso, as velhas amostras de DNA do Jurassic Park estão guardadas no laboratório do Dr. Wu. (Possível referência a Dennis Nedry (Wayne Knight)?)



Em uma cena do filme, Simon Masrani (Irrfan Khan) é visto conversando com Wu sobre as éticas do parque. Masrani é um personagem que quer tudo melhor e maior sem ligar para consequências.

Já nos sets da atração do Mosassauro, foi dito que a ideia do Observatório ter dois níveis (um acima do lago e o outro submerso) foi de Steven Spielberg. O jornalista do 'IGN' compara John Hammond à Walt Disney pela sua visão idealista que fez o parque se tornar real.


Neste trecho, o 'Yahoo!' menciona o outro personagem "antigo", além de falar sobre outras referências presentes no novo filme:
Cada novo set de Jurassic World contém referências óbvias e sutis do filme de Spielberg. No fundo de um laboratório, por exemplo, há um conjunto de tubos que faziam parte de um set de Jurassic Park e que foram retirados de armazenamento para o novo filme. E depois há o reaparecimento de alguns rostos familiares: um que já foi revelado como os trailers têm indicado, B.D. Wong está reprisando seu papel como o geneticista Henry Wu e outro que vai ter que permanecer em segredo (por enquanto).
Esse segredo não é tão segredo para nós. A outra personagem (sim, "a") a retornar é muito provavelmente Lex Murphy, interpretada por Ariana Richards. Lex já esteve presente em roteiros antigos do filme (em um deles era até a personagem principal), e em uma recente entrevista, quando perguntada sobre Jurassic World, Ariana desconversou e deu a entender que está envolvida com a produção.

Durante a visita ao set, os jornalistas foram à sala de controle do novo parque, onde Lowery (Jake Johnson), Vivian (Lauren Lapkus), e Claire cuidam para que o parque funcione corretamente [até certo ponto]. E Lowery, como já foi notado no trailer mundial, é um personagem que representa nós, fãs da franquia.
A sombra de Park é sentida até mesmo na sala de controle de World [que foi projetada depois de uma pesquisa no parque da Disney pra descobrir como as salas de controle de lá são]; uma das cenas que estavam sendo filmadas lá tinham um cara sarcástico [Lowery] (interpretado por Jake Johnson de New Girl, que também apareceu em Safety Not Guaranteed) ostentando uma camiseta com o logo "Jurassic Park", da qual ele se gaba por ter adquirido no eBay por uma quantia exorbitante. Sua escolha de roupa é um ponto de discórdia com sua chefe, Claire, que não gosta de ser lembrada dos maus velhos tempos na Isla Nublar, antes do "Jurassic World" estabilizar as coisas.

Ao descrever seu personagem, Johnson diz para os fãs: "Meu personagem é vocês, pessoal! Ele basicamente está dizendo a todo momento 'por quê eles estão fazendo isso?' [Ele] é um fã de Jurassic Park. Na história, ele pegou esse trabalho porque ele amava essa ideia. E ele meio que resume isso tudo; ele é o cara que diria 'eles precisam de híbridos? Um dinossauro existindo já não é suficiente?" Ele ainda faz piadas como "pepsisaurus, tostitodon" quando Claire anuncia a Indominus Rex utilizando Verizon Wireless. Temas como a "privatização da ciência" serão abordados no filme.
Este personagem e todas as outras referências de Jurassic Park fazem parte do grande projeto de Trevorrow em proporcionar ao público muitos ecos de um filme eles se lembram e amam, e não simplesmente repetir o que veio antes. "É a diferença entre voltar à sua antiga escola primária andando pelos corredores, e voltar para trás e ver o seu professor, que agora é 20 anos mais velho. Eu acho que o toque mais sentimental é quando você está sozinho andando pelos corredores e tendo lembranças. Isso era o que eu queria trazer de volta."
Por falar em "20 anos mais velho", durante a visita, Trevorrow relatou que remodelou a cabeça de Rexy (a Tiranossauro Rex do primeiro filme) para que ela parecesse realmente mais velha. Rexy é a atração principal do T-Rex Kingdom. Em relação aos outros dinos do parque, [diferentemente do primeiro filme] foi dito que eles podem procriar, porém todos são monitorados e rastreados. Até mesmo os dinossauros da área restrita possuem chips de rastreamento. Mas um outro elemento foi mantido do primeiro filme, sendo que as cercas do parque são eletrificadas.
Trevorrow pode ser a cabeça dessa nova turma Jurassic, mas como sua lady protagonista recorda, ele se cercou de pessoas para quem o filme original foi uma experiência de ir ao cinema inspiradora. "Para a maioria de nós no elenco, estamos todos em nossos 30 anos, de modo que este é o grupo em que Jurassic Park realmente fez um impacto," Howard diz-nos entre as tomadas durante a gravação de sua cena de sala de controle com Johnson. "E por isso nós nos sentimos tão vertiginosos, sabe? Nós todos temos um senso de responsabilidade, mas também nos sentimos fora-das-nossas-mentes vertiginosas com a oportunidade de estar neste mundo. Quero dizer, estamos constantemente [andando por aí] cantarolando a música-tema. Nós apenas estamos felizes! Vai ser super-estranho quando vemos o filme e nós ficarmos tipo, 'Oh, ele é realmente um filme Jurassic!' É como se estivéssemos brincando em nossos quintais esse tempo todo."
Sobre sua personagem, Bryce descreveu-a como "viciada em trabalho" e disse que "ela não está no parque pra fazer amigos. Ela não está lá pra celebrar ou ter um bom tempo. Tem uma missão da qual ela faz parte, e ela está totalmente focada nessa missão." Claire é uma mulher voltada para os negócios e motivada por uma carreira, e ela se importa em dar diversão aos visitantes, mas não dá aos animais o devido respeito.

Talvez para dar a essas "crianças" a liberdade para brincar, o próprio Spielberg evitou visitar o set de Jurassic World, embora Trevorrow diga que o diretor estava intimamente envolvido no aperfeiçoamento do roteiro e sugerindo coisas para cenas específicas. Spielberg diz querer que Trevorrow faça "seu próprio filme". Mas uma figura de autoridade está presente sob a forma do produtor Frank Marshall, colaborador habitual de Spielberg desde Caçadores da Arca Perdida e um diretor em seu próprio direito. (Seus créditos cinematográficos incluem Aracnofobia e Eight Below).

Marshall e sua esposa, a produtora Kathleen Kennedy que atualmente está supervisionando o relançamento da franquia Star Wars foram os primeiros a considerar colocar Trevorrow na cadeira de diretor de Jurassic World depois de ver Sem Segurança Nenhuma [primeiro longa de Trevorrow], que estreou com críticas positivas no Sundance Festival em 2012. Uma história de viagem no tempo que é tão pequena e íntima quanto Jurassic World é gigante e cheio de ação, Segurança capturou a atenção de ambos Marshall e Spielberg por causa da forma como ele misturou uma variedade de tons e gêneros algo que também define a série Jurassic. Como Trevorrow coloca, "Jurassic Park não tem um gênero. É uma aventura sci-fi familiar e de suspense." Marshall tornou-se ainda mais convencido de que o seu cara era Trevorrow depois de se reunir com ele e ouvir a sua presunção de relançar a franquia, incorporando a história do parque, em vez de começar de novo do zero. "Esse arremesso de Colin era o que precisávamos para voltar ao que fizemos no primeiro filme e entrar no parque [Jurassic Park] com espanto, alegria e felicidade, entregando o sonho original [de Hammond]. E então aí sim tudo pode dar errado." 
Jurassic World, ao contrário dos 3 primeiros filmes, não foi filmado em Los Angeles. O motivo foi economizar gastos com a produção. Ao invés de LA, as filmagens [do continente] ocorreram em Nova Orleans, no parque abandonado Six Flags (onde foi construída a Rua Principal e as lojas) e em uma propriedade que a NASA liberou para ser palco de gravações de filmes, também na mesma cidade. Inclusive, é dito pelos jornalistas que os engenheiros da NASA que estão construindo o foguete para Marte visitaram o set e que eles teriam deixado o local atônitos.




Voltando ao set, Trevorrow está encerrando almoço e prepara-se para caminhar de volta pelo corredor que liga o passado de Jurassic para o seu futuro. Quando a filmagem concluir dali a 11 dias, ele estaria se mudando para Los Angeles, onde ele passaria o próximo ano montando Jurassic World editando o filme, integrando os efeitos, e cronometrando-os com a trilha sonora. (O compositor vencedor do Oscar Michael Giacchino está assumindo essa tarefa no lugar de John Williams.)

"Temos dito que eu já filmei quatro Sem Seguranças desde que eu estive aqui," diz ele com uma risada. "Os últimos 10 por cento [de Jurassic World] serão os mais difíceis, e para mim os últimos 10 serão, na verdade, os últimos 90 de várias formas. Eu vou realmente fazê-los funcionar em todos os níveis, e é para essa parte que eu estou mais ansioso." E como qualquer garoto, ele está esperando que todo seu trabalho duro vai ganhar a admiração do pai de Jurassic. "Eu sei que esta franquia significa muito para Steven; é muito pessoal para ele. Ele realmente quer ver o que vimos [no primeiro filme]? O que nós queremos ver [em um novo]? E eu acho que a razão de ter levado tanto tempo [para continuar a série] é que ninguém realmente sabia a resposta de como fazer isso."
Ainda é relatado que o roteiro original de Jurassic World foi escrito em 3 semanas e que Derek Connolly (que participou da escrita deste roteiro) não leu o roteiro antigo escrito por John Sayles em 2004, o qual possuia dinossauros mutantes e outras coisas bizarras. Embora ele diga isso, vale lembrar que ele e Trevorrow reescreveram o roteiro escrito por Rick Jaffa & Amanda Silver, e estes sim devem ter lido o roteiro, já que alguns elementos dele (como hibridismo, Velociraptors com nomes específicos, etc.) foram mantidos.

E aí, o que acharam da visita ao set? Fiquem ligados, porque ainda hoje tem um novo vídeo dos bastidores do filme e uma entrevista grandiosa com o diretor Colin Trevorrow! Jurassic World estreia nos cinemas em 11 de junho de 2015.

Fontes: Slashfilm, Aint it Cool, Yahoo, e IGN.
Tradução: Mundo Jurássico BR.
Compartilhar no Google Plus

Sobre os autores


Victor Nunes é o fundador da rede Mundo Jurássico BR. Com 18 anos de idade, reside em Guarulhos/SP, cursa Engenharia de Produção pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e é fã de Jurassic Park desde seus 8 anos, além de curtir outras produções de cinema e televisão da cultura pop. | Facebook | Twitter

Bruno Fernando é editor do Mundo Jurássico BR desde junho de 2015. Apaixonado pelo clássico de Spielberg desde criança, conheceu o romance original de Michael Crichton na adolescência e hoje, com 18 anos, se considera um fã de cultura pop e futuro jornalista.
    Comentários do Disqus
    Comentários do Facebook

5 comentários :

  1. eu quero muito que a lex e o tim possa voltar,tbm acho que esse personagem velho retornando possa ser o eric ou billy,ou um dos caçadores do jurassic park 2.sei la mais o que eu quero é que uma das crianças dos 3 jurassic possa voltar,ia ser massa,voltar ao pesadelo kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Sabia que o Dr. Wu tava aprontando! Eu disse!!

    Já pensou se o personagem for Ian Malcolm??Vou desmaiar na sala de cinema ashasuhashsah

    ResponderExcluir
  3. Gostei Jurassic World Esta Sendo Meu Filme Mais Esperado Esse Ano!

    ResponderExcluir
  4. Pode crer que eu também, mas espero que não seja ara que eu possa assistir ao restante do filme.

    ResponderExcluir
  5. Eu olhei na Wikipedia sobre a Ariana Richards e na Filmografia dela está mesmo "Jurassic World (2015) - papel Lex Murphy"!
    Espero que ela tenha um papel importante no filme. Falando nisso, teria sido legal se a criança mais nova fosse uma garota, para lembrar ainda mais o livro original. Alguém sabe se vai ter algum Álbum de Figurinhas?
    =D

    ResponderExcluir