J.A. Bayona fala pela primeira vez como diretor de "Jurassic World 2"!

Depois de ser anunciado na última terça-feira como o diretor da sequência de Jurassic World, o espanhol Juan Antonio Bayona (O Impossível) concedeu a primeira entrevista sobre seu novo projeto. 


Quando questionado sobre o título do quinto filme Jurassic, Bayona disse que "já tem um", mas que não pode revelá-lo ainda. Falando a respeito de Colin Trevorrow, o diretor do quarto filme, o espanhol disse: "Eu e ele sempre tivemos uma comunicação muito boa, e embora não nos conheçamos pessoalmente, nós conversamos muito. Colin disse que sempre quis 'escrever um filme para o Bayona', e isso é uma honra vindo do diretor de Jurassic World." Ele acrescentou que se encontrará com Trevorrow, Frank Marshall e Steven Spielberg em breve para discutir detalhes sobre o filme.

J.A. foi perguntado se, por ser uma sequência, o filme seria mais fácil ou mais difícil de se fazer. Categórico em sua resposta, disse: "Mais difícil, muito mais difícil. Eu trabalhei por mais de um ano na sequência de Guerra Mundial Z, e eu percebi o quão difícil é fazer isso. É mais difícil porque você tem que inovar e o DNA dos personagens e da história já existe, então você tem que usar isso para explicar algo diferente."

Falando em Guerra Mundial Z [filme para o qual estava escalado antes], o diretor revelou que não saiu da direção por causa de Jurassic World. O que aconteceu, segundo ele, foi uma simples coincidência, porque GMZ começaria as filmagens enquanto ele estaria trabalhando em Sete Minutos Depois da Meia Noite

Bayona revelou que dirigir um grande filme de Hollywood é um velho desejo dele: "Eu queria ter essa experiência". Ele disse saber da pressão de dirigir uma sequência de um filme como JW, mas que não está com medo do filme fracassar nas bilheterias, pois ele não faz filmes pelo dinheiro e sim pela qualidade. O espanhol se considera um espectador "comum" e ele quer fazer um filme que satisfaça esses espectadores.
Locação na Espanha.

Em relação às filmagens, Juan Antonio Bayona revelou ser de seu interesse que elas aconteçam na Espanha, mas que há alguns empecilhos, como a alta taxa de impostos lá. Mas outras locações europeias são possíveis, como Malta e Budapeste, que receberam filmes como Guerra Mundial Z e Perdido em Marte. O diretor também disse que quer contar com uma equipe espanhola na produção.

Veja a entrevista completa do diretor ao programa espanhol Els Matins:


O interesse de Bayona em filmar na Espanha, somado às já confirmadas filmagens que acontecerão na Inglaterra, revela que ele não pretende se mudar para os Estados Unidos para fazer o filme. Ou seja: adeus, EUA; olá, Europa. Isso pode e deve ser muito benéfico à franquia jurássica, pois poderemos ver dinossauros em cenários inéditos. 

Compartilhar no Google Plus

Sobre os autores


Victor Nunes é o fundador da rede Mundo Jurássico BR. Com 18 anos de idade, reside em Guarulhos/SP, cursa Engenharia de Produção pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e é fã de Jurassic Park desde seus 8 anos, além de curtir outras produções de cinema e televisão da cultura pop. | Facebook | Twitter

Bruno Fernando é editor do Mundo Jurássico BR desde junho de 2015. Apaixonado pelo clássico de Spielberg desde criança, conheceu o romance original de Michael Crichton na adolescência e hoje, com 18 anos, se considera um fã de cultura pop e futuro jornalista.
    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

0 comentários :

Postar um comentário