Saibam por quê achamos que o dinossauro híbrido — o Diabolus Rex — em 'Jurassic World' é uma boa ideia!

Desde aquele vazamento feito pelo site 'JoBlo', em maio desse ano, boa parte dos fãs se desesperaram. Mesmo com alguns sites como o próprio Mundo Jurássico BR explicando o assunto, e mesmo até com e explicação do próprio diretor Colin Trevorrow alguns ainda mantiveram sua opinião de que Jurassic World seria "horrível". 

Mais de sete meses depois, tivemos o lançamento do primeiro trailer, e embora boa parte dos fãs tenham "abraçado" a ideia de Trevorrow, alguns ainda não entendem os motivos de se ter um dinossauro híbrido com tantos dinos reais "disponíveis". Para saber por quê o dinossauro híbrido, mais conhecido como Diabolus Rex, é uma boa ideia, confiram essa análise feita pelo site 'Blastr', e traduzida pelo 'Mundo Jurássico BR':

Se você estiver só de passagem: O primeiro trailer de Jurassic World revelou um pouco sobre o enredo, mostrando o recém-reaberto [e renomeado] parque. O JW é um parque incrível, que oferece aos visitantes a chance de caminhar entre as maiores criaturas que já habitaram a Terra. Mas este filme não é sobre isso.
Em vez de nos mostrar uma batalha 'homem contra dinossauro', Jurassic World nos leva a um outro caminho — os Big Bads deste filme não são os dinossauros [não os normais], que é a dinâmica que esteve em vigor nos três primeiros filmes. Desta vez, este papel será ocupado por um dinossauro híbrido, que os cientistas criaram em laboratório. E é claro que, quando você brinca de Deus, as coisas não vão bem. E eles parecem ter criado algo inteligente o suficiente para que saia do controle, e coloque em risco a sobrevivência dos desavisados visitantes do parque.  
Até aí tudo bem. O que acontece é que nem todos estavam/estão tão animados com essa ideia como Trevorrow. Primeiro, alguns fãs mais conservadores ficaram irritados com a ideia de usar um dinossauro híbrido em vez de um real (entre outras coisas). É certo que só o fato de os dinossauros co-existirem conosco já nos representa perigo, mas esse não é o ponto. Depois da descrição feita pelo 'JoBlo', nós tivemos dezenas de artes feitas, supondo como seria esse "tal de D-Rex".

Mas eu diria que os fãs ainda não entenderam qual é o ponto. Jurassic World sofreu tanto durante seu desenvolvimento [lembram-se daqueles híbridos com humanos?] pelo fato de as duas primeiras continuações de Jurassic Park terem sido ruins. Ambos os filmes contaram histórias um tanto artificiais que tentaram recapturar a magia do primeiro filme colocando um grupo de humanos em uma ilha de dinossauros. Mas ambos erraram o alvo. Por quê? Porque nós já vimos essa história. Foi o primeiro Jurassic Park, e foi incrível. Nós não precisamos de uma reconstituição de uma reconstituição de uma reconstituição. 
Nós já vimos a história "homem vs. natureza" três vezes na trilogia original, e estamos felizes que Trevorrow tenha uma visão diferente com esta sequência. Claro, não é exatamente o que nós esperávamos, mas é uma visão nova sobre o que havia se tornado um conceito defasado. Esta é a evolução natural da ideia de que nós "incorporamos" Deus para recriar dinossauros, e é um grande meio de (quem sabe) reviver a franquia.

Nós já lutamos com dinossauros. Três vezes. E agora temos de ver o que acontece quando começamos a mexer com o DNA para fazer o nosso próprio dino — e qual o preço que teremos que pagar por isso —. É uma reviravolta intrigante, e apesar de alguns dos diálogos terem sido reconhecidamente desajeitados nesse trailer de abertura, é, pelo menos, uma interessante nova visão para que exploremos.
Falando nisso, o próprio Trevorrow explicou à Empire que o arco do dino-híbrido é, na verdade, um reflexo de como o mundo mudou nesses anos desde que os três primeiros filmes foram lançados. Basicamente, nós vivemos em uma sociedade que quer sempre algo maior e mais arrojado, então é claro que nós nos esforçamos para fazer com que as pessoas continuem vindo a um parque temático como este. Uma vez que você pensa sobre isso, é difícil argumentar melhor: 
"Não faltam dinossauros [reais] impressionantes. Nós poderíamos ter preenchido toda essa história com novas espécies que não estiveram em nenhum desses filmes. Mas esta nova criação foi o que me deu razão para contar outra história de Jurassic Park. Nós temos a maioria das mais imponentes criaturas que já andaram sobre a Terra bem na nossa frente, mas por algum motivo isso não é mais suficiente. Estamos sempre com fome de mais coisas, e aqueles que lucram com isso estão sempre à procura de alimentar essa fome. Essas pessoas querem algo maior do que um T-Rex. E isso é o que eles recebem."
De certa forma, o filme em si é um reflexo do que é o ideal, e é realmente o único jeito lógico de se fazer um filme Jurassic Park em 2015. Está bem ali no título: Jurassic World. Porque só um parque não é mais o suficiente. Se você quer ver a história clássica de "dinos vs. humanos", Jurassic Park ainda está lá — e o mega-sucesso de 1993 ainda se mantém muito bem —. Se isso não for o suficiente, redescubra as duas continuações. 
Mas chegou a hora de uma nova chance para a franquia, para uma nova geração. Sim, é diferente do que nós teríamos usado para a franquia Jurassic, mas é um passo corajoso para revitalizar uma série que está desaparecida há mais de uma década, enquanto coisas bizarras como estas foram realmente consideradas para uma sequência antes que algumas mentes frias [e inteligentes] prevalecessem e jogassem estas fora. Tudo foi retomado em 2012, quando a produtora Kathleen Kennedy explicou que eles demoraram tanto para fazer o filme porque eles estavam procurando a abordagem certa para "revitalizar" a série.
Goste ou não, dinos híbridos são um ângulo único para a franquia e é, pelo menos, um motivo para se fazer um novo Jurassic Park com uma história que traga algo de novo. Mas isso não significa que eles não vão honrar o que veio antes. Como você deve ter percebido, o primeiro trailer incluiu diversas cenas que, claramente, são homenagens ao filme original, como o passeio entre os Galimimos, como o portão do parque [que será diferente no filme] abrindo, e Claire segurando o sinalizador.
Obviamente, eles estão se esforçando para recuperar um pouco dessa "magia Spielberg" do primeiro filme — e isso é uma coisa boa — incluindo alguns elementos novos, como novos dinos e doses pesadas do charme de Chris Pratt. Caramba, eu fiquei mesmo intrigado com aquela cena bizarra do Pratt dirigindo ao lado de um bando de Raptors. Estranho? Sim, um pouco. Mas diferente! Esperamos que seja um diferente "bom"!

O texto acima foi publicado nesta semana por Trent Moore no site 'Blastr', e eu resolvi traduzi e adaptar, pois ele expressa o meu sentimento e o de muitos fãs em relação ao híbrido de JW. E também pode ajudar aqueles que ainda não "entenderam o que Colin Trevorrow está tentando fazer aqui." 

E você, o que acha? Depois de ler este post [e outros aqui no blog], ainda não concorda com a ideia de um dinossauro híbrido? Não acha que isto se faz necessário para, como dito no texto, "revitalizar" a franquia? Se não, tem uma ideia melhor? Deixe seus comentários!

Fonte: Blastr.
Tradução e Adaptação: Mundo Jurássico BR.
Compartilhar no Google Plus

Sobre os autores


Victor Nunes é o fundador da rede Mundo Jurássico BR. Com 18 anos de idade, reside em Guarulhos/SP, cursa Engenharia de Produção pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e é fã de Jurassic Park desde seus 8 anos, além de curtir outras produções de cinema e televisão da cultura pop. | Facebook | Twitter

Bruno Fernando é editor do Mundo Jurássico BR desde junho de 2015. Apaixonado pelo clássico de Spielberg desde criança, conheceu o romance original de Michael Crichton na adolescência e hoje, com 18 anos, se considera um fã de cultura pop e futuro jornalista.
    Comentários do Disqus
    Comentários do Facebook

5 comentários :

  1. Antes de confirmarem que fariam uma sequência, eu já desconfiava que iriam fazer no 4 um parque funcional. Acertei. Esse híbrido foi uma surpresa, no começo estranhei, mas concordei que dependendo da abordagem pode ser bem interessante.

    ResponderExcluir
  2. no meu ponto de vista desaprovo essa ideia, não vejo a nescessidade de iventar dinossauros para proximas franquias. renovaçao bom precisar de colocar outra coisa para renovar uma franquia? eu não sei, mas se um roteiro for bem escrito e mantever os mesmos na historia isso chamaria atençao, (esse é meu ponto de vista) por um roteiro bem elaborado sim prente a atençao. mudanças de franquia pra quer não vi sucesso em filmes que houve mudanças. a minha chateaçao está com essa ideia de HIBRIDO nao acho interessante as proximas ter HIBRIDO e a historia mantiver a mesma pra que tirar dinossauros e colocar hibridos no lugar e chamar de dinossauros pq tem a aparencia. me poupe isso e burrice e quem gosta de dinossauro nao vai ir por que nao ha dinossauro pq se tornou tosca a historia para atrair novas geraçoes mas que geraçoes tem criança que gosta de dinossauros e ae descobre que tal dino nao está no museu??? é um filme sim mas um filme que leva os dinos a vida novamente e dai se a historia parece ser repetitiva qtos filmes que não muda de genero e mantem o mesmo genero transformers mantem o mesmo generos são automoveis e coisas que ser transformam e a luta e sempre na cidade hobbit e senhor dos aneis a luta e sempre a mesma mas mantem com historias parentemente diferente e outros filmes por ae vai. pq jurassic park tem quer ser diferente estão repetindo muito? quem é fã vai gostar dos dinossauros ele foi muito efatico na hora de esclarecer que ele podia sim podia contar com outra especie a historia a historia mas a ideia e tirar os dinossauros e colocar hibrido qual diferença? eu digo nao tem dinossauros e eles ficam livres para criar o que quiser nas proximas franquias.eu sou fã da franquia não por causa das historias e sim por que tem dinossauros. o que eu nao estou aceitando minha gente e tirar os tradicionais dinossauros e começarem a criar dino hibrido.

    ResponderExcluir
  3. Bom.....pra mim tem ventagens e desvantagens nesse dinossauro hibrido , vamos pela parte ruim !.........como nosso amigo abaixo disse eles destruíram a ideia de dinossauros porque vão criar um monstro , e colocar o nome de dinossauro somente por sua aparência...isso eu odiei e realmente eu queria dinossauros de verdade e não um hibrido ! ainda mais improvável !....Velociraptor com t-rex....pela a ilustração oficial o dino foi muito mal estruturado !...o corpo frágil de um Velociraptor não aguentaria um cranio forte como de um t-rex.....sem contar que a força que um t-rex tem não seria posta nesse dino por sua mandíbula de cobra inferior ! ou seja a característica marcante do rex... a boca foi excluída....Seu peso ...serio ele não será tão veloz assim tendo peso que tem...mas então.....a parte boa....esse filme mostra o efeito do ser humano na natureza....e eu gosto amo o the lost world meu preferido !!!!.... e sim ir pra ilha..me diga eles vão pra onde nesse filme ?...não eh pra uma ilha ?...eu gosto disso ! Mas esse filme quer emoção e tudo mais ....serio esse diabolous rex pra mim e´um alossauro ou então um carnotauro mal feito !...ele será um bom animal pra quem gosta de sangue e ficção cientifica....eu aceito sim a ideia desse dinossauro ...mas eu preferia dinossauros de verdade sabe...giganotossauro...............sim ainda não se provou que ele era gigante...mas mesmo se fosse menor ele ainda seria assustador...carnívoros médios espertos com garras..boca não tão poderosa podiam chegar a 20 km por hora , me parece um dinossauro criado para um filme moderno não acha ???......queria um giga com inteligencia ? Então coloca inteligencia no bicho ! tenho certeza que criticariam menos que um dino hibrido kkk..também poderiam colocar alossauro....carnotauro....o espino de novo só que fizessem uma luta com sentido neh !........carcharodontossauro(meu preferido).............bom é isso........eu vou assistir mesmo o filme me parece bom! eh so ignorar o fato de um dinossauro q na vdd eh um monstro geneticamente modificado ! bom atÈ

    ResponderExcluir
  4. O meu problema não é com o hibrido desse filme, e sim da ideia que eles estão colocando para os próximos filmes se houver. fácil aceitar a ideia de um hibrido que pode ser uma evolução para as próximas franquias pq essa parece ser a ideia para chegar as tais artes conceituais colocada a muito tempo onde dino e homem se misturavam pq jurassic park e sobre trazer dinos de volta a vida e a universal quer que jurassic world introduza a Marvel no filme sobre os raptores esses não tem a importância de serem domados pq são animais e o homem é atrevido em desafia-los. pra mim hibrido não é dinossauro e algo misturado. mas existem pontos de vistas é o meu não está muito favorável ao filme até no dia da estreia eu mesmo espero está errado e ser um fã desse filme como sou fã dos outros 3 apesar do 3 não ser tão bom mas e ainda uns dos meus tudo vai depender como eles vão levar a franquia adiante mas digo se a ideia e tirar os dinossauros e introduzir outras coisas já perdeu fã

    ResponderExcluir
  5. Concordo pelo contexto que eles querem criar para o filme... Mas esperava algo mais "pé no chão" por assim dizer.

    Ao invés de híbridos, poderia usar espécies que nem mesmo a ciência havia descoberto (Era isso que esperava do D-rex). Como a personagem da Bryce diz:

    ""Nós aprendemos mais de genética na última década, do que num século desenterrando ossos. Um novo horizonte se abriu."

    ResponderExcluir